O problema

Vai de feira?

O problema

O problema

Os feirantes hoje possuem uma rotina muito rígida, durante a madrugada buscam os alimentos e montam as suas barracas - tarefa que em média consome 2 horas, além do esforço físico que é exigido. 

Além disso, as feiras estão perdendo espaço no mercado diante dos diversos hortifrutis, supermercados, hipermercados e agora com os mini mercados espalhados pelas cidades. Mesmo com o incentivo da prefeitura (com horário alternativos para realizar as feiras), não está sendo o suficiente para captar mais clientes. Estes alegam também que não procuram ir às feiras por causa do mau cheiro, pelo lixo e pelo barulho.  

 

Para identificar as dores dos feirantes em sua jornada, foram desenvolvidos vários estudos como Blueprint, Customer Journey, Matriz Swot, Mapa de Empatia etc.

infográficos-01b.png
Feira_truck_portfolio3(2).jpg
Feira_truck_portfolio3(3).jpg
Branding

Branding

A Lei hoje exige uma diferenciação entre as "barracas" de Verduras, Frutas e Peixes e Cia. Portanto o direcionamento da marca Vai de Feira? foi o desenvolvimento de logos de apoio. 

O aspecto rústico como o uso de madeira e lousas de giz, reforçam um ambiente aconchegante e atrativo. Pois as feiras são baseadas no relacionamento próximo entre o feirante e o seu cliente, isso é um diferencial diante dos supermercados e hortifrutis.

Feira_truck_portfolio3.jpg
aplicacoes.jpg